Quinta-feira, 24 de Julho de 2008
Campos de férias

Não é dieta – é um plano alimentar. Não é ginástica – é exercício disfarçado de brincadeira. O Instituto Português da Juventude, em parceria com o Hospital de Santa Maria, fez uma experiência piloto: um campo de férias para jovens com problemas de obesidade, onde, mais do que perder peso, o que se pretende é que os jovens (e os pais, que os vão visitar) aprendam hábitos de vida saudáveis. Podem falar dos problemas comuns, andar sete quilómetros até à praia de São Martinho do Porto e escalar insufláveis.

 

Os 30 jovens que fazem fila para o almoço estão num campo de férias - mas este é um campo de férias especial, um projecto-piloto do Instituto Português da Juventude (IPJ) em parceria com o Hospital de Santa Maria. É um campo para jovens com problemas de obesidade.


No campo de férias não há muitas oportunidades de cair em tentação. Os participantes fazem seis refeições por dia, com pequenas quantidades, mas sem estarem sujeitos a uma dieta rigorosa. Aliás, explica Pedro Dias Ferreira, psicólogo clínico da consulta de Obesidade Pediátrica de Santa Maria, que segue habitualmente estes jovens, "nunca falamos em dieta, porque tem uma carga muito restritiva, falamos em plano alimentar".

Fatia de bolo "fininha"

O plano alimentar e o exercício físico (muito dele "disfarçado" de jogos e passeios pelo pinhal que rodeia a pousada) não incomodam Pedro, 12 anos, 61 quilos, menos três do que quando começou o tratamento. Garante que segue à risca o plano feito pela dietista. "Ao almoço como bem, ao jantar reduzo um bocadinho". Teve foi que abdicar daquele que era o seu ponto fraco: doces, bolos, chocolates. Não é preciso ser radical. "Se tenho uma festa de anos como uma fatia de bolo, mas tem que ser fininha". E até descobriu bróculos, que dantes nunca comia.

Pedro gosta de ser entrevistado e faz questão de mostrar o pedómetro que traz à cintura para medir os passos que dá todos os dias. Hoje já foram alguns, mas nada que suplante o dia anterior, em que o grupo foi a pé até à praia em São Martinho do Porto, que se vê da varanda da pousada, lá ao fundo. Foram sete quilómetros e, garantem, ninguém se queixou.

"Este é um período em que os miúdos terminam as aulas, ainda não partiram para férias, e ficam em casa entregues a eles próprios, no sofá, a ver televisão", explica Helena Alves, presidente do IPJ. O Instituto, que quer dar uma atenção cada vez maior às questões da saúde ligadas aos jovens – "o nosso objectivo é alargar o S de sexualidade, área à qual já dávamos muita importância, para um S mais global, de Saúde" – recebeu com entusiasmo a proposta do Hospital de Santa Maria para um campo de férias para jovens obesos (a Plataforma Contra a Obesidade também é parceira no projecto) e decidiu "ser facilitador" para tornar a experiência possível.

As lojas do IPJ vão também passar a ter, para além de técnicos para responder a perguntas sobre sexualidade, especialistas em questões de saúde e, nomeadamente, nutrição, que, entre outras coisas, podem ensinar os jovens a calcular o índice de massa corporal. Vai também passar a haver, diz Helena Alves, unidades móveis com os mesmos serviços, que se deslocarão aos locais onde estão os jovens, sejam concertos, festivais, ou escolas mais isoladas.

No caso do campo de férias de Alfeizerão, os custos são assumidos parcialmente pelo IPJ. "Neste caso as famílias não pagam nada, mas não sei se no futuro será assim", afirma Helena Alves. No final deste campo [termina amanhã] os técnicos vão fazer uma avaliação para dizer se valeu a pena. Se essa avaliação for positiva, a nossa vontade é prosseguir".

O programa do campo inclui ainda ateliers para os jovens aprenderem a avaliar o seu nível de massa corporal, para aprenderem escolhas saudáveis (conhecer as calorias, os sabores dos diferentes alimentos), um workshop sobre a imagem corporal, outro sobre "resolução de situações difíceis" – por exemplo "vou a uma festa e o que é que faço? Não como o bolo?" – e ainda um grupo de partilha, onde os jovens "têm espaço para falar das suas dificuldades ou de outras questões da vida deles".

Fonte: Publico

publicado por Cátia Pontes às 15:45
link do post | comentar | favorito
|
.: Cátia Pontes
.: despensa

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

.: alimentarte aconselha
subscrever feeds