Quarta-feira, 20 de Julho de 2011
Goste do seu corpo para perder peso

"Um estudo de uma equipa de investigadores da Universidade Técnica de Lisboa mostra que melhorar a percepção da imagem corporal pode aumentar os efeitos dos programas de perda de peso baseados na dieta e exercício.

 

O responsável do estudo, o Dr. Teixeira da Universidade Técnica de Lisboa, explica que “Problemas com a imagem corporal são muito comuns entre as pessoas com excesso de peso ou obesas, o que leva frequentemente a comer de forma emocional ou a parâmetros de alimentação mais rígidos, dificultando a perda de peso.”

 

Os investigadores da Universidade Técnica de Lisboa e da Universidade de Bangor, no Reino Unido, iniciaram um programa de perda de peso de 1 ano para mulheres com excesso de peso e obesidade. Metade das mulheres recebeu informação geral sobre boa nutrição, gestão de stress, e a importância de cuidar de si próprias. A outra metade esteve presente em 30 sessões de grupo semanais, num plano de intervenção, onde foram abordados temas como exercício, alimentação emocional, melhoria da percepção da imagem corporal, e como ultrapassar barreiras pessoais na perda de peso e manutenção da dieta.

 

No plano de intervenção, as mulheres chegaram à conclusão que a forma como viam o seu corpo melhorou e preocupações sobre figura ou tamanho diminuíram; comparativamente com o grupo de controlo, foram capazes de melhor regular os seus hábitos alimentares, e perderam muito mais peso, cerca de 7% do seu peso inicial (no grupo de controle apenas perderam 2%).

 

“Os nossos resultados mostram uma forte correlação entre a melhoria da percepção da imagem corporal, especialmente na redução de ansiedade sobre as opiniões externas, e mudanças positivas no comportamento alimentar. Nós acreditamos que aprender a relacionar-se com o próprio corpo de forma saudável é um aspecto fundamental na manutenção da perda de peso, que deve ser sempre abordado em qualquer programa de controlo de peso.”, garante o Dr. Teixeira.

 

Este estudo foi publicado pela BioMed Central no International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity."

 

Fonte: www.alert.pt

tags:
publicado por Cátia Pontes às 10:05
link do post | comentar | favorito
|
.: Cátia Pontes
.: despensa

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

.: alimentarte aconselha
subscrever feeds