Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012
Perda de peso: escolha das bebidas também é importante

A substituição de bebidas calóricas por dietéticas ou água pode conduzir à perda de cerca de 2 Kg, refere um estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”.

 

Para este estudo, os investigadores da University of North Carolina, nos EUA, contaram com a participação de 318 indivíduos com excesso de peso ou obesos, que foram divididos em três grupos distintos: os que substituíram as bebidas calóricas por dietéticas, por água e aqueles que não alteraram o tipo de bebidas que consumiam mas foram informados sobre os alimentos que poderiam conduzir à perda de peso.

 

O estudo revelou que os três grupos de participantes apresentaram uma pequena diminuição de peso e do perímetro abdominal, durante os seis anos do estudo. Contudo, os indivíduos que começaram a ingerir bebidas menos calóricas eram mais propensos a perder cerca de 5% ou mais do seu peso, do que os que não alteraram os seus hábitos de ingestão de bebidas. Os participantes que bebiam principalmente água apresentavam níveis mais baixos de glicose em jejum e melhores níveis de hidratação, que o grupo de controlo.

 

A autora do estudo, Deborah Tate, revelou que esta percentagem de perda de peso e níveis mais baixos de glicose no sangue são importantes, pois estes parâmetros são fatores de risco da obesidade e das doenças crónicas associadas à obesidade.

 

O estudo também mostrou que, embora a perda de peso dos participantes fosse menor do que as reduções observadas em programas mais intensivos que envolvem a alteração dos comportamentos alimentares, a alteração de apenas um pequeno aspeto da dieta pode tornar as pessoas mais saudáveis.

 

“A substituição de alimentos específicos ou bebidas que fornecem uma porção considerável das calorias diárias pode ser uma estratégia útil para a perda de peso moderada ou prevenção do aumento de peso”, revelou, Deborah Tate, em comunicado de imprensa. “As bebidas podem ser os alvos ideais, mas a estratégia só funciona se a pessoa não compensar as calorias perdidas de outra forma."

 

A investigadora acrescenta ainda que “se este tipo de atitudes for adotado em grande escala, poderá reduzir significativamente o problema crescente da obesidade”.

 

Fonte: www.alert.pt 

publicado por Cátia Pontes às 09:57
link do post | comentar | favorito
|
.: Cátia Pontes
.: despensa

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

.: alimentarte aconselha
subscrever feeds