Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008
No ginásio com consolas
"De vilões que agarravam as crianças aos sofás durante horas, os jogos de vídeo passaram a aliados na luta contra a obesidade num ginásio em Lisboa, onde os mais pequenos têm de suar muito para pôr os seus heróis virtuais a mexer.

Paredes interactivas, bicicletas e passadeiras ligadas a jogos de vídeo transformam o ginásio num mundo virtual cheio de cor e movimento, onde o desafio da pontuação faz os miúdos e adolescentes (entre os 3 e os 17 anos) esquecerem que estão a fazer exercício físico.

"Nem dou conta do tempo que passo aqui. É muito mais divertido do que estar em casa a ver televisão", disse à Lusa Zé Pedro, 13 anos, enquanto pedalava intensamente para conseguir vencer a corrida de carros que passava no ecrã à sua frente.

A luta contra os quilinhos a mais também já começou a ser ganha por Zé Pedro, que já perdeu dois quilos desde Julho, altura em que o NexGym abriu as portas no Lumiar.

O conceito de usar a tecnologia dos computadores e dos jogos de vídeo para cativar as crianças e adolescentes para o exercício físico nasceu nos Estados Unidos para combater as elevadas taxas de obesidade infantil e foi importado para a Península Ibérica por José Júlio Carvalho e Carlos Barbosa, que abriram em Lisboa a primeira unidade da Europa.

O projecto mereceu "aplausos" da Plataforma contra a Obesidade, da Direcção-Geral de Saúde (DGS), considerando-o "um contributo para prevenção da obesidade", num país onde um terço das crianças tem excesso de peso.

Tudo é diferente neste clube de "fitness". A começar pela palavra "ginásio" que não é utilizada para não "afugentar" as crianças, que também não precisam de equipamento a rigor, apenas de uma roupa confortável e ténis para não sentirem a pressão de que estão a fazer exercício físico, explicou José Carvalho.

Depois de ter ganho um combate inter-galáctico no "Makoto" - um jogo muito utilizado no Japão para treinar artes marciais, por exigir muita concentração e capacidade de reacção rápida -, Catarina estava toda encharcada, mas feliz.

"Este ginásio é mil vezes mais divertido do que o outro onde eu andava, que era uma seca. Fazíamos sempre a mesma coisa", observou Catarina, 9 anos, logo corroborada por Gustavo, também de 9 anos: "Eu jogava computador em casa, mas aqui fazemos exercícios ao mesmo tempo que jogamos e fazemos amigos".

Para Zé Pedro, a abertura deste clube de "fitness" foi uma "boa ideia". "Há muitos meninos gordos que não gostam de fazer exercício físico, mas se for a jogar já gostam", defendeu.

Esta opinião é partilhada pela monitora Patrícia Coelho: "como os jogos têm pontuação, as crianças têm de se esforçar para ganhar e acabam por perder volume corporal".

Para João Breda, responsável pela Plataforma Contra a Obesidade, da Direcção-Geral da Saúde, este conceito é "fantástico" e merece "aplausos". "Acho isto fantástico, porque estamos a associar alguns aspectos da vida das crianças e dos jovens, que passam muito por actividades sedentárias, designadamente os jogos de vídeo, ao exercício físico e à socialização", disse o nutricionista à Lusa, considerando que este conceito devia "democratizar-se" para chegar a mais jovens.

Para a Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos de Portugal (ADEXO), "tudo o que faça os miúdos mexerem-se é bom", mas manifestou dúvidas em relação aos preços praticados nestes espaços. "Só tenho dúvidas em relação a esses ginásios por causa do preço, que não deve ser acessível a todas as bolsas", sublinhou o presidente da ADEXO, Carlos Oliveira, que se manifestou preocupado com o número de crianças obesas em Portugal.

Sobre a questão dos preços praticados, Júlio Carvalho assegurou que não é assim tão caro, informando que as crianças podem frequentar o espaço duas horas por dia e cinco vezes por semana por 39 euros.

Alheios a estas questões, os pequenos desportistas não se cansam de correr, pular e saltar atrás dos seus heróis virtuais favoritos."

Fonte: www.pesoemedida.com

publicado por Cátia Pontes às 12:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
.: Cátia Pontes
.: despensa

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

.: alimentarte aconselha
subscrever feeds