Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010
Leite ajuda na perda de peso

Beber leite ajuda na perda de peso, sugere um estudo publicado no “Journal of the American College of Nutrition”.

 

Investigadores israelitas verificaram que os adultos que bebiam mais leite (cerca de dois copos por dia) apresentam maiores níveis de vitamina D após seis meses, perderam mais peso após dois anos (cerca de 5 quilos e meio), em comparação com os que consumiram pouco ou nenhum leite.

 

Os cientistas também verificaram que o consumo de cada 177 ml de leite ou de produtos lácteos (cerca de três a quartos copos de leite) foi associado à perda de 4,5 quilos acima da média, em apenas seis meses. No estudo participaram mais de 300 pessoas com excesso de peso ou em risco de aumentarem de peso, com idades entre os 40 e os 65, que participaram numa dieta de baixos níveis de gordura, do tipo Mediterrâneo ou de baixas calorias durante dois anos.

 

Independente da dieta, os investigadores verificaram que os participantes com o maior consumo de cálcio em seis meses (cerca de 580 mg por dia - o equivalente a dois copos de leite) perderam cerca de 5 quilos e meio no final dos dois anos, em comparação com os cerca de 3 quilos para os que tinham uma menor ingestão de cálcio (cerca de 150mg, ou seja, metade de um copo).

 

O leite sem gordura embalado contém nove nutrientes essenciais, incluindo o cálcio e a vitamina D. O estudo sugere que comer bem, manter-se activo e beber o recomendado a três copos de leite com pouca ou sem gordura por dia pode ajudar a manter um peso saudável.

publicado por Cátia Pontes às 10:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Novembro de 2010
Beber água antes das refeições ajuda a perder peso

 

Beber água antes das refeições reduz a sensação de apetite e ajuda a perder peso, refere um estudo clínico aleatório elaborado pelo Instituto Virginia Tech, nos EUA, e apresentado na reunião anual da Sociedade Química Americana.

 


A investigação contou com a participação de 48 homens e mulheres, com idades entre os 55 e os 75 anos, que estavam sob regime alimentar para perda de peso. Os voluntários foram divididos em dois grupos: um bebeu dois copos de água (de 250 mililitros cada) antes das refeições, enquanto o outro grupo não bebeu nada antes de comer.

 


A equipa, liderada por Brenda Davy, verificou que quem bebeu água antes das refeições ao longo das 12 semanas de estudo perdeu uma média de sete quilos enquanto os elementos do grupo de controlo perderam cinco quilos. "A água ajuda a perder peso pela simples razão de que chega ao estômago antes da comida, conseguindo que a sensação de estar saciada apareça antes e fornecendo zero calorias ao organismo", explica a investigadora em comunicado enviado à imprensa.

 


Em concreto, "beber dois copos de água (meio litro) antes do pequeno-almoço, almoço e jantar faz com que se consuma entre 75 e 90 calorias menos durante a refeição por induzir mais depressa a saciedade", explica a especialista.

 


Neste sentido, e apesar de o estudo ter sido realizado só com água, a investigadora afirma que as bebidas “light” e outros líquidos com edulcorantes artificiais também podem ajudar a perder peso e a aumentar a sensação de saciedade se ingeridos antes das refeições.

 

Contudo, a especialista adverte para o facto de as bebidas com açúcar puderem ajudar à sensação de saciedade precoce, mas à custa de um consumo de calorias. "Uns 350 mililitros de um refrigerante normal com açúcar, por exemplo, contêm umas dez colheres de açúcar".

 

Fonte:www.mni.pt

publicado por Cátia Pontes às 17:44
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009
Porque é que é tão difícil perder peso?

Esta é uma questão que muita gente quer ver respondida e que não tem uma resposta fácil.

 

Um livro que já li há uns anos e que aborda esta temática é este que vos mostra a imagem…

 

 

 

 

É um livro das Edições Gradiva, escrito por Eric P. Widmaier, e que trata a questão da perda de peso, do stress, do apetite, entre outras, através da explicação da sua fisiologia e das estratégias evolutivas que o ser humano teve de enfrentar para sobreviver, que nos levou às chamadas “doenças da civilização”.

 

Deixo aqui transcrito um excerto deste livro, que tenta explicar a nossa dificuldade em perder peso:

 

“Claramente, o controlo da alimentação e do metabolismo tem uma importância de tal forma profunda e fundamental que o corpo humano desenvolveu um mecanismo fantasticamente complexo para a sua regulação. (…) Uma teoria largamente aceite é que cada indivíduo possui um limite intrínseco em torno do qual o organismo prefere operar. Uma pessoa com excesso de peso pode estar à mercê deste limite. O cérebro deste indivíduo, através da acção combinada de NPY, leptina e outros peptídeos, determina aparentemente que a obesidade destes indivíduos é o peso normal desejado. Este mecanismo é, de certa forma, análogo à febre. Durante uma febre, produtos bacterianos enganam o cérebro levando-o a pensar que o ponto de aferição da temperatura corporal normal é superior a 37ºC. Não se conhece ao certo a razão para tal facto, dado que temperaturas mais elevadas constituem um ambiente menos hospitaleiro para as bactérias. No entanto, o cérebro, pensando que o corpo devia, na realidade, estar a 38 graus, compara o novo ponto de aferição (38) com a temperatura actual (37) e decide que o corpo está demasiado frio. Iniciam-se assim actividades com o fim de nos aquecer, como os arrepios (e por esta razão sentimos arrepios no princípio de uma febre). O cérebro está a tentar dar resposta ao seu novo valor do termóstato.

Consequentemente, se um indivíduo tem a infelicidade de nascer com um cérebro programado com um ponto de aferição elevado para o peso corporal, terá dificuldade em ultrapassar essa programação. Ao perder peso, o cérebro irá comparar o peso actual com o peso de aferição pré-programado e concluir incorrectamente que o indivíduo está a emagrecer perigosamente. Isto provocará a desaceleração do metabolismo e o aumento do apetite e tem inicio o familiar ciclo de altos e baixos do controlo do peso (…).

 

publicado por Cátia Pontes às 11:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
.: Cátia Pontes
.: despensa

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

.: alimentarte aconselha
subscrever feeds